Livro Ecologia Industrial

A ecologia industrial, embora praticada de forma intuitiva e com acepções diferenciadas há cerca de quarenta anos, ganhou particular impulso a partir de 1989 quando dois engenheiros da general motors publicaram um artigo na scientific american introduzindo o conceito de "ecossistema industrial".

Imprimindo aos sistemas industriais e seu ambiente uma analogia com o funcionamento dos ecossistemas naturais através da análise e otimização de seus fluxos de matéria, energia e informação, a ecologia industrial busca assim a configuração de novas formas de organização das atividades produtivas e do território ancoradas nos preceitos da sustentabilidade e da colaboração.

Ficha Técnica do Livro

Veja abaixo alguns detalhes e características deste livro. Aproveite para indicar ou não indicar a obra, ajudando assim toda a comunidade leitora.

Autor(es)
EditoraSynergia
IdiomaPortuguês
ISBN856848381X 9788568483817
FormatoCapa comum
Páginas144
Livro físico na

Versão em PDF

Quer salvar o resumo deste livro em PDF? Simples, clique no botão abaixo e salve o arquivo em seu computador. Lembrando que você pode distribuir este arquivo livremente sempre que quiser.

Arquivo PDF Salvar PDF

Nota ao autor: fique despreocupado pois somos totalmente contra a pirataria. Os resumos disponibilizados aqui ajudam o leitor a conhecer um pouco do seu livro e por fim incentivam a compra, te possibilitando um marketing gratuito e alavancando suas vendas. Caso queira entrar em contato conosco utilize o link no rodapé da página.

Opiniões sobre o livro

Clique no botão abaixo para saber o que as pessoas estão achando do livro Ecologia Industrial. Veja opiniões, e caso se sinta à vontade, deixe a sua também.

Ver opiniões

Nós recomendamosindicamos a leitura...

A intenção do autor, com esta pequena obra, é apresentar algumas estratégias de leitura que te farão um leitor melhor, lhe ensinando a absorver mais conteúdo e ser mais produtivo nesse momento. Tudo isso através de uma linguagem acessível e bem objetiva.

Leia agora! →